Auditando - Odibar J. Lampeao

Março 10 2009

Por - – Andreas Hermann  28-06-2008.

 

 

  Hoje tem “Tensão” pra quase tudo: menstrual, pré-avaliação de resultados, pré-avaliação de metas atingidas, pré-processo rescisório, e algumas outras que ouvimos no dia a dia do cotidiano nas nossas Organizações. Hoje vamos falar de uma, em específico, que é “tensão pré-auditoria”. Ela ocorre quando somos avisados que o pessoal da Auditoria Interna quer uma reunião com o pessoal da nossa área ou que dia tal vem o pessoal da Auditoria Externa. Os dias não passam quando eles estão aqui dentro, mas enquanto os aguardamos o tempo voa, fazer, separar, elaborar e planilhar o que eles vão auditar na maioria das vezes é feito na correria. E a auditoria que aparece sem aviso prévio, na surpresa mesmo!!!! Que correria, stress, tensão no ar, mal humor, preocupação... ... Pode ser uma simples (simples? Convenhamos, nenhuma auditoria é simples!!!) auditoria da qualidade (já participei de reuniões em que o gestor levantou-se e dirigindo-se a um dos auditores falou: quem é você para dizer que encontrou 25 não conformidades na minha área?)

Ou seja, para o tempo fechar, pouco custa. De quem é a culpa, seria da “tensão pré-auditoria”? Que ótimo, encontramos um culpado... Não é isso que se faz, na maioria das vezes um joga a “batata quente” pra cima do outro, outros tentam explicar o inexplicável...
Como Auditor de Processos em Recursos Humanos, teria cases para escrever não um pequeno artigo, mas um livro...

Chegou então uma notícia da data de alguma auditoria, e se inicia naturalmente um processo perceptivo de agitação na Empresa como nunca se viu antes em tão pouco tempo. É que acabou de ser anunciado que a auditoria está chegando, ela começa dentro de uma semana, dois dias, sei lá... Não importa o tempo, os “caras” vem aí”! Nem perguntam que área será auditada, tamanha a tensão...

Acreditem, meus estimados leitores, é quase tudo igual. Como diria na França, “la même chose” (tradução: a mesma coisa). Estou inspirado!!!! Enfim, em todo lugar é igual, e por mais que hoje, segundo minha visão profissional e ética eu tente quebrar este paradigma, esta resistência inicial (às vezes vai até o final) e a tensão só muda de endereço, parece que ela vem dentro da maleta dos auditores (falo isso com conhecimento de causa, pois já passei pelos lados desta “avenida”, pois já fui várias vezes auditado em meus processos e hoje sou Auditor de Processos na Área de Recursos Humanos. Quem está de fora assistindo à esta agitação acha que está tudo errado. Quem está do lado de dentro aguardando a visita acha que está muito próximo de a bomba estourar! E pior, entre a data do anúncio da vinda doas Auditores e o início propriamente dito da auditagem, se tem muito pouco tempo para rever e consertar os possíveis erros, falhas e/ou não conformidades. Seria uma pré-auditoria, vamos dizer assim. Mas se os processos caminham de forma correta, não tem erro. E’ só aguardar e apresentar os documentos solicitados. O que tiver em não conformidade, deve ser imediatamente acertado e não deixar para depois. Cabe aí uma análise e tem que ser feita imediatamente após o acerto, é verificar o fato causador dessa não conformidade no processo e porque os Auditores perceberam e nós da Empresa não. As ferramentas, na realidade, são as mesmas. Os processos são parametrizados e devem ser cumpridos.

Hoje é bem diferente do passado, ou deveria ser, pois a gente ainda vê de tudo nas Empresas, principalmente aquelas que crescem sem os gestores perceberem, nas quais o amadorismo ainda impera em detrimento ao profissionalismo, com a implantação de controles e processos, que antes eram deixados de lado por falta de tempo (bela e costumeira desculpa) e acarretava em montanhas de papéis e formulários sobre as mesas e armários que vinham fazendo a decoração de interior das Empresas. Hoje, naturalmente, com os processos interligados em todas as áreas da Empresa (DP ainda fica com a menor fatia do bolo, é só gastos!!!!!).

Gente, o tempo passa, mudanças de cultura e tecnológica acontecem a todo momento, mas não conheço nenhuma Empresa que não “sinta” tensão ao ser auditada. Os dois lados da mesa se olham como adversários. Porque isto? Na visão de alguns, eles estão ali para procurar e achar os erros que podem estar sendo feitos a anos. E aí?

As auditorias só tem o devido valor quando apontam e recomendam ações de melhoria nos processos da Empresa, porém todos repudiam a forma como elas se comportam.

A empresa sempre deve estar acima dos interesses pessoais e das vaidades e, sendo assim, as ações, tanto do auditor como do auditado, precisam ser compartilhadas para que a soma dos esforços sejam traduzidos na solidez e integridade do negócio.

O medo ainda é mais forte e chega a colidir com valores éticos, por isso a quebra de paradigmas com mudança de atitudes pode fazer da auditoria e dos auditores um processo mais leve conduzido por pessoas interativas, mesmo com toda a tecnologia da informação, uniformidade de processos, compartilhamento de informações, comunicação eficaz, mas ainda falta que para isso sejam trabalhadas as diferenças entre o bom e o certo! Fora com a mentira e as incertezas, com os achismos e os entendimentos. Sejamos profissionais e vamos fazer o melhor pela nossa empresa, sempre, pois como dizem, “é dali que sai o leite das crianças...”



Um grande abraço, com ou sem auditores e auditorias, e uma ótima semana a todos com muita paz em seus corações!!!!



Andréas C. Hermann
Consultor Empresarial
Desenvolvimento de Soluções e Serviços em RH.
GRUPO INCORPORE
Tel.: (27) 2121-5200
andreas.hermann@grupoincorpore.com.br
andreas@konvenios.net

 

publicado por ojpeao às 16:32

Espaço promovido com o intuito de fornecer alguma informaçao aos interessados em Auditoria e Iniciantes no conhecimento da mesma. Especialmente para os estudantes que me têm como coordenador nesta área de conhecimento. Dúvidas, ojpeao@hotmail.com
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13
14

15
17
19
21

22
23
25
28

29


Os nossos recados, clique em enviar mensagem
Contador de visitas no Auditando
pesquisar
 
comentários recentes
Entre em contacto por favor com o ojpeao@gmail.com...
Gostaria que artigos do meu site fossem publicados...
Gostei!
Em breve voltarei
Olá :)Este blog tem andado muito "sossegado", faz ...
O som e pessimo. Nao entendi uma palavra!
Muito obrigado,cumprimento
RSS
blogs SAPO